O que é zircônia? Conheça a pedra que imita o diamante!

Nem tudo que reluz… é diamante. Essa pedra é um dos grandes destaques em joalheria, mas não é algo que todos podem obter – e é algo que agride o meio ambiente. Por isso, surge como alternativa a zircônia.

Considerada o diamante dos folheados, a zircônia cúbica começou a ter sucesso nos últimos anos como uma alternativa, sendo capaz de satisfazer os mais exigentes.

E como ela satisfaz? Confira agora o que é zircônia cúbica e como saber a diferença entre diamante e zircônia!

 

O que é Zircônia?

 

 

“No mundo, há dois tipos de zircônia: a baddeleyíta, rara de se encontrar na natureza e usada apenas em joias, e a zircônia cúbica, essa usada em semijoias.”

A pedra zircônia é um material de excelente qualidade e brilhante, sendo considerada uma das melhores pedras semelhantes ao diamante. Ela é sintetizada em laboratório, dificilmente perdendo brilho e resistência com pouco tempo.

Por isso, pode ser normalmente confundida com o diamante, seja por pessoas leigas ou mesmo profissionais da área. Contudo, a diferença já começa na definição:

  • Zircônia é uma forma cúbica cristalina do dióxido de zircônio (o ZrO2), sendo um material sintetizado;
  • Diamante é um mineral natural feito do alótropo de carbono, ou seja, carbono puro.

Além disso, é possível notar pequenos detalhes que entregam a pedra zircônia.

 

Zircônia e diamante: como notar a diferença?

 

A olho nu, é bem difícil encontrar as diferenças, mas detalhes importantes entregam a pedra zircônia. Confira agora quais detalhes!

 

Valor da zircônia

 

Pelo custo envolvido na busca e produção de diamantes, acaba que ele tem um valor muito mais alto. Um quilate de diamante pode custar cerca de R$ 4.500 – só dois quilates já se tornam R$ 15-21 mil.

Enquanto isso, o valor da zircônia é mais acessível, com um quilate custando cerca de R$ 60 – e dois quilates cerca de R$ 90.

 

Formato

 

Para começar, é necessário dizer que quase nenhum diamante é perfeito. Acontece que, por ser uma criação da natureza, não é uniforme, sendo a uniformidade bastante rara.

Já a zircônia, que é sintética, se encontra livre de imperfeições.

 

Cor

 

Pelo nitrogênio em sua composição, diamantes apresentam comumente umtom amarelado ou marrom. Por isso, são classificados na escala D-Z, com Drepresentando os diamantes incolores e, logo, mais valiosos.

Já a zircônia, que é uma pedra sintetizada, pode ser feita de maneira totalmente incolor. Por isso, chega na escala D da classificação de diamantes.

 

Dispersão e refração

 

Os índices de dispersão e refração representam como a luz passa e reflete em uma pedra preciosa. Dispersão é quando a luz passa pela pedra de maneira dispersa, o que aumenta o brilho. Já refração é o ângulo em que a luz se curva ao passar pela pedra.

A zircônia é mais brilhante, tendo um índice de dispersão mais alto (0.060). Contudo, seu brilho é menos profundo que o do diamante, tendo índice de refração mais baixo (2.176). Quanto maior o quilate, mais fácil é notar essa diferença.

 

Dureza

 

O diamante é o material natural mais duro conhecido pelo homem, tendo nível 10 de dureza na escala Mohs. Por isso, é um bom abrasivo e só pode ser riscado por outros diamantes, enquanto risca todas as outras pedras.

Enquanto isso, as diferentes variações da zircônia vão de 5,6 a 8,5 na escala Mohs, sendo relativamente dura em comparação com outras.

  • Diferenças técnicas

 

  • Densidade: entre 5.5 e 5.9, zircônia é mais pesada que o diamante (3.5 a 3.53);
  • Ponto de derretimento: 2750º C (zircônia) x 3550º (diamante);
  • Condutividade térmica: zircônia é um isolante térmico, enquanto o diamante é um condutor.

 

O que deve ser considerado na compra?

 

Agora que você sabe quais são as principais diferenças entre zircônia e diamante, qual escolher para compra?

  • Levando em conta o preço, diamante é um produto bem mais caro. A zircônia, apesar de sintética, apresenta um melhor custo-benefício;
  • Levando em conta a durabilidade, diamante é o mais durável, seguido da zircônia;
  • Levando em conta o uso, diamante é mais recomendado para ocasiões especiais, enquanto zircônia é comum no dia a dia.

Tenha em mente que o diamante é usado apenas em joias, representando um alto investimento para um uso que não será recorrente. Já a zircônia apresenta um bom custo-benefício, sendo encontrada comumente em semijoias de alta qualidade.

 

Devo escolher a zircônia?

 

Apesar de obviamente elegante e luxuoso, o diamante não é acessível e agride muito o meio ambiente pelos métodos de extração empregados. Além disso, diamantes sem procedência podem ser frutos de crises humanitárias em países pobres.

Claro que há aqueles sem conflito envolvido, mas ainda assim é um custo muito alto. Por isso, a Coppabana trabalha com a zircônia, que traz elegância ao seu dia a dia de maneira mais acessível!

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Entre no Coppabana Club

Se inscreva e você receberá descontos exclusivos. Seu primeiro desconto: 15% da sua primeira compra.

Favoritos

Você não salvou nenhum item como favorito